Atenção às famílias

O apoio às famílias na Fundação Síndrome de Down ocorre a partir do momento em que ela procura a instituição, continua durante toda a permanência da pessoa com deficiência intelectual em nossos programas, e é finalizado quando se efetiva a alta pelos especialistas, ou em situações de desligamento. São oferecidas as seguintes modalidades de atendimento:

Acolhimento

É realizado com todas as famílias que iniciam atividades na Fundação. Tem por objetivo disponibilizar conhecimentos acerca da proposta de trabalho da instituição, bem como indicar e acompanhar os processos avaliativos realizados pelos diferentes técnicos de acordo com as demandas identificadas no estudo de caso. Este trabalho é realizado pela Coordenação Geral.

Atendimento às gestantes

Atendimento individual ou em grupo, no qual a gestante/casal tem a oportunidade de compartilhar os sentimentos gerados pelo diagnóstico da síndrome de Down. Além disso, este atendimento possibilita a troca de experiências com outras famílias e técnicos da Fundação no período pré-parto.

Bem vindos bebês

Trata-se do acolhimento de mães e familiares que acabaram de receber o diagnóstico de síndrome de Down. É realizado por mães voluntárias que já passaram por esta experiência. Este projeto que acontece dentro e fora da instituição (hospitais, maternidades, residências) e tem por objetivo promover a construção de vínculo entre a mãe e o bebê com síndrome de Down, além de dar apoio emocional as famílias.

Atendimento ao bebê e seus pais

Atendimento semanal do bebê e seus pais que se dá ao longo do primeiro ano de vida do bebê. Neste atendimento a psicologia trabalha a importância da família promover e considerar a participação efetiva do bebê nas atividades cotidianas. A profissional procura valorizar os comportamentos e as diferentes expressões do bebê, a fim de que a família também o faça de acordo com a sua história de vida e também suas reais possibilidades.

Grupo de Famílias

São grupos semanais abertos à participação das famílias como um espaço de acolhimento e de escuta qualificada pelos técnicos da equipe multidisciplinar. Tem por objetivo promover a troca de experiências entre familiares, a fim de potencializar a capacidade que cada um tem de refletir sobre a convivência diária com as pessoas com deficiência intelectual. São abordados temas relacionados: às potencialidades e às limitações das pessoas com deficiência, direitos, deveres, cidadania, escolarização, infância, adolescência, juventude, vida adulta, trabalho, entre outros. O técnico que coordena cada grupo de família instiga reflexões sobre as relações com os filhos ao longo da vida.

Uma modalidade específica deste atendimento é o Grupo de Famílias de crianças de 0 à 3 anos, no qual participam membros das famílias e o bebê. Tem como objetivo promover a troca de experiências específicas desta faixa etária. É coordenado pela psicóloga e realizado a cada 3 semanas.

Acompanhamento Familiar

Atendimento psicológico às famílias que tenham demandas específicas e não podem ser tratadas nos grupos oferecidos, com o objetivo de facilitar a percepção familiar a respeito de suas dificuldades e possibilidades.

Serviço Social

Tem como objetivo contribuir para o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários das pessoas com deficiência, proporcionando um espaço em que a pessoa possa ser percebida e considerada para além da sua deficiência e como sujeito de sua história, com suas potencialidades e limites. A assistente social desenvolve  ações articuladas com todos os técnicos da equipe multidisciplinar da Fundação Síndrome de Down. Além disso, trabalha em parceria com a rede de serviços do município de Campinas e faz intervenções especializadas para a superação das situações de ameaça e/ou violação de direitos que contribuem para a intensificação de dependência pelas pessoas atendidas e também por seus familiares. O Serviço Social realiza ainda ações que previnem situações de sobrecarga e desgaste de vínculos provenientes da relação de prestação/demanda de cuidados permanentes/prolongados.

As diretrizes do trabalho desenvolvido pelo Serviço Social da Fundação Síndrome de Down têm como referência a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e a Política Nacional da Assistência Social (PNAS), promovendo a inclusão, acesso a benefícios, programas de transferência de renda e serviços socioassistenciais.